Prefeitura do Rio de Janeiro é condenada a indenizar empresas de ônibus

03/01/2018

A juíza da 8ª Vara da Fazenda Pública do Rio de Janeiro condenou a Prefeitura do município a indenizar, por danos materiais, os consórcios que operam as linhas de ônibus da cidade. A sentença advém de um descumprimento contratual de 2013, em que o reajuste anual das tarifas não foi aplicado. Pelas regras da concessão, o aumento deveria ter entrado em vigor em 1º de janeiro daquele ano.


Na sentença a juíza reafirma o aumento previsto no contrato e no edital estabelece a relação daquele com a manutenção da qualidade dos serviços oferecidos ao público: “neste sentido, impedir o reajuste do valor real da tarifa, nos termos em que previsto na permissão, causa sérios prejuízos financeiros à empresa concessionária, podendo afetar gravemente a qualidade dos serviços prestados e sua manutenção, implicando ausência de investimentos no setor, prejudicando os usuários, causando reflexos negativos na economia pública, porquanto inspira insegurança e riscos na contratação com a Administração Pública, afastando os investidores, resultando graves consequências também para o interesse público como um todo.”


O impasse do aumento ocorreu em 2013, diante as manifestações públicas que tomaram as ruas do país naquele ano, após houve a revogação do aumento pela prefeitura, conforme afirma o portal do TJRJ. Entretanto, o município ainda pode recorrer e o valor da indenização só será calculado na execução da sentença.


 


Consulte o processo N° 0420274-58.2013.8.19.0001 na íntegra aqui.


 


E a sentença proferida aqui.


 


Fonte: TJRJ


 


Imagem Ilustrativa do Post: Thinking... Pensando.... // Foto de: Walter Costa // Sem alterações


Disponível em: https://flic.kr/p/o9nmkB


Licença de uso: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/legalcode

O texto é de responsabilidade exclusiva do autor, não representando, necessariamente, a opinião ou posicionamento do Empório do Direito.

Sugestões de leitura