Guarda compartilhada é negada em falta de consenso entre pais

26/10/2017

O pedido de um pai que buscava o compartilhamento da guarda da filha de quatro anos de idade foi negado pela 3º turma do STJ. No pedido, que já havia sido rejeitado pelo TJ/MG, o pai sustentou que a harmonia entre o casal não pode ser pressuposto para a concessão da guarda compartilhada e que a negativa fere seu direito de participar da vida da menor em igualdade de condições com a mãe.


A sentença da Justiça mineira concluiu que ambos os pais têm condições de exercer suas funções, mas não em conjunto. O julgado estabeleceu que os dois não demonstram possibilidade de diálogo, cooperação e responsabilidade conjunta.


Fonte: STJ


Imagem Ilustrativa do Post: Family // Foto de: vicki watkins // Sem alterações


Disponível em: https://www.flickr.com/photos/jakesmome/1278930733


Licença de uso: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/legalcode

O texto é de responsabilidade exclusiva do autor, não representando, necessariamente, a opinião ou posicionamento do Empório do Direito.

Sugestões de leitura