Marielle, presente!

18/03/2018

Algumas coisas chamaram atenção com a morte de Marielle e de Anderson e as manifestações que ocorreram. A primeira questão que merece destaque foi a falta de discrição com que se procedeu à execução, sem sequer se dar ao trabalho de disfarçar, simular um assalto ou efetuar os disparos em um local privado.  


Outro aspecto relevante foi como muitos comemoraram a morte de duas pessoas, apenas por discordarem de seus posicionamentos políticos. Foi vergonhoso ver como a humanidade se desviou do seu caminho. Como li em alguma rede social, ideias são de esquerda ou de direita, não pessoas. Deve-se respeitar todo ser humano, sem debochar do fim de vidas apenas porque havia divergências em relação a determinados temas.


Por fim, vislumbraram-se aqueles que acharam que houve exagero na repercussão da morte de Marielle e de Anderson, ressaltando que a morte de policiais não é tão noticiada. Ora, curioso que nem mesmo essas pessoas se manifestam em defesa dos policiais, ou seja, nem mesmo eles encampam a causa que dizem defender. Ademais, percebe-se que não estão entendendo nada do que está acontecendo. Policiais morrem muito no Brasil, é inegável, mas isso está diretamente ligado ao fato de ser a polícia que mais mata. E nenhuma dessas mortes tem uma conotação política, de cunho ditatorial e militar, como as que ocorreram esta semana.


Àqueles que ainda não estão com medo, só peço que abram os olhos, pois a situação brasileira está à beira do colapso. Mas fatos como este devem não apenas nos trazer desesperança, mas nos levar à luta. Pois Marielle ainda está lutando conosco. Marielle, presente!


 


Imagem Ilustrativa do Post: Marielle Presente! // Foto de: Betânia Dutra // Sem alterações


Disponível em: https://flic.kr/p/22tvRKj


Licença de uso: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/legalcode

O texto é de responsabilidade exclusiva do autor, não representando, necessariamente, a opinião ou posicionamento do Empório do Direito.

Sugestões de leitura