A sociedade deve desculpas ao reitor humilhado - Por Afrânio Silva Jardim

10/10/2017

ESTAMOS DE LUTO. ESTAMOS TRISTES. ESTAMOS REVOLTADOS. NÃO PODE TER SIDO EM VÃO A MORTE DO PROFESSOR DOUTOR LUIZ CARLOS CANCELLIER DE OLIVO, REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. 


Como escrever sobre Direito diante da sua constante negação? 


Como falar em Direito sem que se tenha presente, em nossa sociedade, o indispensável sentimento de justiça? 


Desta forma, só nos resta explicitar a nossa perplexidade e revolta através das seguintes indagações, que mais são gritos de denúncias: 


Por que decretar a prisão de um homem público e inofensivo, sem demonstrar a sua necessidade? 


Por que tanta humilhação, mormente tratando-se de um intelectual de idade já avançada? 


Por que tanta insensibilidade com a dor alheia? 


Por que esta inócua sanha punitivista em nosso país? 


Por que a grande imprensa, sistematicamente, execra os investigados perante a opinião pública, antes mesmo da existência sequer de um processo criminal? 


Por que não se arrependem de terem dado causa à morte do professor doutor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, reitor da Universidade Federal da Santa Catarina? 


Por que os métodos e concepções fascistas retornaram para a nossa sociedade? 


Por que comunidade acadêmica e a comunidade jurídica em geral não se insurgem, com mais veemência, contra estes métodos fascistas do nosso sistema de justiça criminal, pois o sacrifício do professor Luiz Carlos Cancellier de Olivo não pode ter sido em vão?


Talvez sejam muitas as respostas para estas indagações, mas todas elas têm alguma conexão com certas características desta nossa atual sociedade: individualismo, obscurantismo, medo e covardia. 


Só “barramos” o fascismo, se revertermos tudo isso, se partirmos para ações mais concretas.  Pode ser até que precisemos de heróis, pois mártir já temos: obrigado, professor Cancellier! 


Não podemos finalizar este nosso “desabafo”, sem exortarmos a todos a que assistam, com total atenção, respeito e emoção, a inesquecível fala do grande ser humano e conceituado desembargador Lédio Rosa de Andrade, quando da homenagem ao falecido reitor. Forneço o link para tal acesso:


https://www.youtube.com/watch?v=IoxLnqi1c3U&t=39s


 


Imagem Ilustrativa do Post: Shadow Man // Foto de: Martyn Fletcher // Sem alterações


Disponível em: https://www.flickr.com/photos/134832191@N08/35949249636


Licença de uso: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/legalcode


 

O texto é de responsabilidade exclusiva do autor, não representando, necessariamente, a opinião ou posicionamento do Empório do Direito.

Sugestões de leitura