Título: Cultura da Punição: a Ostentação do Horror – 3ª Edição

Autor: Alexandre Morais Da Rosa, Augusto Jobim Do Amaral

Código de Barras: 9788594770677

Páginas: 237

Valor: R$ 65,00

ISBN: 978-85-9477-067-7

R$ 65,00

+ Carrinho

Calcular frete

Faça login ou cadastre-se para calcular o frete.

“Em tempos sombrios de naturalização da violência, sobretudo dos dispositivos de punição, em que o embrutecimento do pensamento toma protagonismo, orientado por uma “nova razão do mundo” (Dardot/Laval) ditada pelos auspícios neoliberais, a urgência radical de certa inteligência que enfrente a burrice do fanatismo mobilizado pelos fascismos como modo de vida atrofiado pelo medo se impõe.Um vazio reflexivo ganha eco, matraqueado pelo senso comum que, em matéria penal, concretamente, não apenas franquia a morte em escala industrial operada pelo sistema penal, mas forja uma expansiva e permanente tecnologia de governo hábil à eliminação da diferença. Refletir, urgentemente e de modo comprometido, é mais que mero engajamento, trata-se de questão de sobre-vivência.”

Título: Cultura da Punição: a Ostentação do Horror – 3ª Edição

Autor: Alexandre Morais Da Rosa, Augusto Jobim Do Amaral

Código de Barras: 9788594770677

Páginas: 237

Valor: R$ 65,00

ISBN: 978-85-9477-067-7

ÍNDICE
 

INTRODUÇÃO À 3ª EDIÇÃO 


1ª PARTE  AUGUSTO JOBIM DO AMARAL

CAPÍTULO 1 A OSTENTAÇÃO PENAL 
1 1 A VERTIGEM DA “MAIS-VALIA” PUNITIVA 
1 2 A GOVERNAMENTALIDADE EM TEMPOS SECURITÁRIOS 
1 3 O POPULISMO PUNITIVO: AS POSIÇÕES DA DEMOCRACIA REPRESSIVA LIMIAR – A DELAÇÃO NOS SISTEMAS PUNITIVOS CONTEMPORÂNEOS 
CAPÍTULO 2 MAL DE POLÍCIA 
2 1 SOBRE A POSSIBILIDADE DE UMA CRIMINOLOGIA RADICAL 
2 2 A OBSCENA SOBERANIA POLICIAL 
2 3 SOBERANIA, GOVERNO E SEGURANÇA 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 


2ª PARTE ALEXANDRE MORAIS DA ROSA

CAPÍTULO 1 DA ORDEM AO CAOS 
CAPÍTULO 2 À ESPERA DOS BÁRBAROS: COMO O MEDO NOS ALIMENTA 
CAPÍTULO 3 A EFICIÊNCIA DO MEDO 
CAPÍTULO 4 ACELERAÇÃO DO PROCESSO PENAL 
CAPÍTULO 5 DELAÇÃO PREMIADA: TERROR E SURPRESA 
CAPÍTULO 6 O DIREITO PENAL NÃO DÁ MAIS DO QUE SE PEDE E ENGANA QUEM QUER SER ENGANADO 
CAPÍTULO 7 PRECISAMOS CONVERSAR SOBRE GASTAR, NO MÍNIMO, 20 MIL REAIS COM CADA PRESO VALE A PENA? 
CAPÍTULO 8 A DECISÃO PENAL DO JUIZ PARANOICO E A RESPOSTA GARANTISTA 
CAPÍTULO 9 DECISÃO E IDEOLOGIA 
CAPÍTULO 10 PROCESSO PENAL DO ESPETÁCULO 
CAPÍTULO 11 OS NOVOS ARES DA COLABORAÇÃO/DELAÇÃO PREMIADA ALTERAM O SENTIDO DO PROCESSO PENAL 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 

Sugestão de leitura dos autores

Você também pode gostar de:

Voltar