In Dubio Pro Hell

In Dubio Pro Hell

indubiopro

Autores: Alexandre Morais da Rosa, Salah H. Khaled

ISBN: 978-85-68972-16-8

Código de Barras: 9788568972168

Páginas:  116 páginas

Esgotado

E aqui estamos nós novamente, caros amigos e amigas, agora no Empório do Direito, nosso novo portal e editora (www.emporiododireito.com.br). É com enorme prazer que apresentamos a segunda edição do nosso primeiro livro, In Dubio Pro Hell: profanando o sistema penal. Incluímos três textos a mais na nova edição, que são exatamente nossos últimos textos conjuntos para o Justificando antes da migração para o Empório do Direito. Também revisamos e ampliamos alguns deles.

O leitor mais atento certamente percebeu uma mudança relativamente sutil. A nova edição carrega o título In dubio pro hell v.1: profanando o sistema penal. O motivo para a alteração é bastante simples. In dubio pro hell será uma coleção, ainda que com periodicidade irregular. O subtítulo mudará a cada volume, assim como o enfoque central do livro. Como sempre, os novos livros da coleção reunirão versões ampliadas dos nossos textos conjuntos publicados originalmente no Empório do Direito, em artigos, revistas ou livros, reformulados para atender ao padrão de diálogo direto com o leitor. Mas a partir do volume dois incluiremos também textos solo de cada um, artigos de maior fôlego e muito mais. Estamos apenas aquecendo os motores. O melhor ainda está por vir.

Acompanhe nossas colunas semanais no Empório do Direito. Toda terça e quarta escrevemos. Juntos, separados ou misturados, estamos engajados na resistência democrática. A temática é a reflexão cotidiana do Direito e especialmente o que nos angustia. Estamos no Facebook (com nossos nomes) e gostamos muito quando nos sugerem temáticas e nos mandam material. É um prazer tê-los conosco. Grande abraço e obrigado pelo apoio!

Salah H. Khaled Jr e Alexandre Morais da Rosa.

Autores: Alexandre Morais da Rosa, Salah H. Khaled

ISBN: 978-85-68972-16-8

Código de Barras: 9788568972168

Páginas:  116 páginas

PREFÁCIO

CAPÍTULO 1 IN DUBIO PRO HELL: O PROCESSO PENAL DO INIMIGO

CAPÍTULO 2 PRODUTOS: ANALISANDO O RESULTADO DO SEN-SORIAMENTO REMOTO À LUZ DA PROPRIEDADE INTELECTUAL

CAPÍTULO 3 PROCESSO PENAL NESCAFÉ. BASTA ADICIONAR ÁGUA E… PRONTO! AUTORITARISMO INSTANTÂNEO!

CAPÍTULO 4 O COMPLEXO DE MÜNCHHAUSEN (NO JUIZ) E O SHOW DO DIREITO REFERÊNCIAS

CAPÍTULO 5 POLÍCIA MILITAR NÃO PODE LAVRAR TERMO CIRCUNSTANCIADO: CADA UM NO SEU QUADRADO

CAPÍTULO 6 QUANDO OS POLICIAIS VIRAM FORNECEDORES E DEIXAM DE SER PRODUTOS DO CRIME

CAPÍTULO 7 REHAB AOS VICIADOS EM PUNIÇÃO É A SALVAÇÃO. OU NÃO?

CAPÍTULO 8 ARMA DE BRINQUEDO É O JASON DE SEXTA-FEIRA

CAPÍTULO 9 A CULPABILIDADE JURÍDICO-PENAL DIANTE DO “NOVO SUJEITO” DA NEUROCIÊNCIA

CAPÍTULO 10 700 MIL PRESOS EM AÇÃO, SALVE A SELEÇÃO (ECONÔMICA)? NÃO, OBRIGADO

CAPÍTULO 11 DIREITO PENAL MOFADO: A LENDA CONVENIENTE DA RESSOCIALIZAÇÃO

CAPÍTULO 12 SAIA DA MATRIX! A (DE)FORMAÇÃO JURÍDICA COMO MÁQUINA DE PRODUÇÃO DE CEGUEIRA NORMATIVA

CAPÍTULO 13 A REGRA DE BOLSO DO IN DUBIO PRO SOCIETATE: A PREGUIÇA DIABÓLICA

CAPÍTULO 14 A DENÚNCIA ANÔNIMA PODE SER UMA COVARDIA DELIBERADA

CAPÍTULO 15 O OCULTO INQUISITÓRIO E O ACESSO DA DEFESA AOS AUTOS DO INQUÉRITO POLICIAL

CAPÍTULO 16 A PROPORCIONALIDADE DEFENESTRADA: O CASO DO NOVO CÓDIGO PENAL