Fenômeno das Torcidas Organizadas

Fenômeno das Torcidas Organizadas

mateus

Autor: Mateus Vieira da Rosa

ISBN: 978-85-68972-20-5

Código de Barras: 9788568972205

Páginas: 133

Valor: R$ 30,00 + Frete R$8,00

COMPRAR

Se propõe a analisar o fenômeno das torcidas organizadas no contexto social brasileiro, assim como o envolvimento de tais grupos em episódios de violência e a resposta social, das autoridades públicas de do corpo midiático a tais eventos na construção de uma política de segurança pública. Para tanto, faz-se uma abordagem a partir do paradigma da criminologia cultural. Esta se notabiliza pela presença de relevante dimensão cultural na observação do crime e seu controle.

Desenvolve-se no contexto da modernidade recente, marcada pela fragmentação social e um contínuo processo de exclusão. O crime é observado em sua fenomenologia, com a compreensão das sensações e emoções que fazem a experiência criminosa tão atrativa a seus praticantes, procura-se problematizar a representação do crime pela mídia, com a consequente formação de loops e espirais de significados. Fazendo uso dos conceitos trazidos pela criminologia cultural, e tomando em conta a complexa realidade das torcidas, partese para uma causalidade dos atos de violência a partir dois caminhos. No primeiro, a violência é interpretada pelo prazer e excitação que gera nos indivíduos que a vivenciam; paralelamente, não obstante, a violência também pode ser visualizada como ato comunicativo. É percebido, ainda, que a constatação de um grande número de casos de violência envolvendo confrontos entre torcidas organizadas, e que geram acentuada quantidade de mortes, acarreta em intensa reação por parte da mídia, gerando um pânico moral, e que se perfectibiliza em um processo de marginalização da subcultura desviante. Como resposta a essa ameaça à sociedade, uma política repressora é posta em prática, mas que culmina por agravar a situação, em uma espécie de espiral de amplificação do desvio.

Ressaltase, enfim, na necessidade de novas abordagens para a problemática da violência no futebol, com a superação de um modelo repressivo instaurado e adoção de práticas de resolução pacífica de conflitos.

Autor: Mateus Vieira da Rosa

ISBN: 978-85-68972-20-5

Código de Barras: 9788568972205

Páginas: 133

INTRODUÇÃO

1 REFERENCIAIS TEÓRICOS DA CRIMINOLOGIA CULTURAL

1.1 Complexidade, modernidade recente e capitalismo subjacentes à

formação da identidade cultural

1.2 A dinâmica do crime: sentimentos e emoções em primeiro plano

1.3 A mídia e o crime: um fluxo contínuo de imagens e significados

1.4 Pesquisas recentes no campo da criminologia cultural

2 AS TORCIDAS ORGANIZADAS DE FUTEBOL

2.1 A complexidade do futebol: as múltiplas faces do torcer e a peculiar

condição do torcedor

2.2 Dos torcedores-símbolos às torcidas organizadas de futebol: mutações

do ato de torcer

2.3 O fenômeno das torcidas organizadas brasileiras

2.4 Torcidas organizadas, hooliganismo, ultras e barras bravas: uma

comparação possível?

3 AS TORCIDAS ORGANIZADAS E A VIOLÊNCIA NO FUTEBOL BRASILEIRO

3.1 O doce canto da batalha: violência no limite e a fuga do tédio

3.2 Violência para além do lado físico: descobrindo a espiral de significados

3.3 De uma política repressora à promoção de uma relação de respeito

mútuo entre torcidas organizadas: exorcizando os demônios sociais

CONSIDERAÇÕES FINAIS

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS