Estudo aponta que mulheres reconhecem mais a violência doméstica, mas ainda não...

Estudo aponta que mulheres reconhecem mais a violência doméstica, mas ainda não sabem seus direitos

Por Redação – 19/06/2017

O Instituto Patrícia Galvão divulgou pesquisa feita pelo DataSenado sobre a violência doméstica e familiar contra as mulheres no Brasil, que apontou aumento no número de mulheres que dizem ter sofrido algum tipo de violência doméstica: o percentual passou de 18%, em 2015, para 29%, em 2017.

No estudo realizado pelo DataSenado neste ano, 100% das entrevistadas afirmaram já ter ouvido falar sobre a Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006). Contudo, apesar do dado reforçar que a lei de proteção à mulher é uma das mais conhecidas do país, 77% das entrevistadas afirmam conhecê-la pouco, enquanto 18% afirmam conhecer muito.

Para o Instituto Patrícia Galvão, essas informações indicam necessidade de maior efetivação e divulgação dos aspectos de proteção, prevenção e acesso a direitos para as mulheres, garantidos pela Lei Maria da Penha, mas cuja implementação pelos poderes públicos segue muito aquém do necessário. Segundo Wânia Pasinato, Assessora da ONU Mulheres, ” para quem trabalha pela implementação integral da Lei Maria da Penha, os números divulgados acendem uma luz vermelha sobre a necessidade de se avaliar de forma mais cuidadosa essas iniciativas. Precisamos nos perguntar: o que estamos comunicando para a sociedade? Qual conteúdo estamos transmitindo?”.

Acesse o relatório da pesquisa de 2017 na íntegra.

.

Fonte: Instituto Patrícia Galvão


Imagem Ilustrativa do Post: sunset-united-women-rights // Foto de: John Voo  // Sem alterações

Disponível em: https://www.flickr.com/photos/138248475@N03/23418703811/

Licença de uso: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/legalcode