A construção da cidadania e a sexualidade

A construção da cidadania e a sexualidade

CAPA escolhida - A CONSTRUCAO DA CIDADANIA E A SEXUALIDADE - Jacson Gross

Título: A construção da cidadania e a sexualidade – Uma análise de casos de adoção homoparental masculina

Autor: Jacson Gross

Código de Barras: 9788594770691

Páginas: 170

Valor: R$57,00 + Frete R$12,00

ISBN: 978-85-9477-069-1

COMPRAR

Essa obra tem como horizonte o objetivo de compreender como a adoção de crianças ou adolescentes, por casais homossexuais masculinos, é percebida.  Para isto, parte-se da opinião dos próprios casais, através de seus relatos, com vistas à concretização da família. O problema de pesquisa que se coloca é o seguinte: Existem empecilhos na adoção por pares homossexuais masculinos do ponto de vista destes? Se sim, de quais órgãos ou atores são decorrentes esses entraves, quais os tipos e o que os justificariam? A partir dos relatos de casais homossexuais masculinos, que tiveram suas adoções deferidas pelo Poder Judiciário gaúcho e concretizaram a unidade familiar desejada, faz-se uma análise do percurso desses casais buscando suas percepções, suas sensações, suas expectativas e suas experiências dentro do modelo homoparental de família, por meio de entrevistas. O referencial teórico aborda questões de direitos humanos, cidadania, igualdade e suas ligações com a sexualidade. No recorte empírico desta pesquisa, foram feitas entrevistas com cinco casais. Na análise do material transcrito das entrevistas, verifica-se que os casais elogiam a boa receptividade que tiveram pelo Judiciário, tecendo comentários positivos, destacando nomes e comportamentos que foram positivamente marcantes em seus processos de adoção. O perfil de interesse dos casais também é um item marcante, uma vez que eles se mostram dispostos a adotar crianças ou adolescentes com perfis amplos (cor, idade, sexo, doenças, etc.). Em contraponto ao comportamento positivo, relatado pelos entrevistados em relação ao Judiciário, têm-se os relatos de preconceitos advindos da sociedade, que se apresentaram em todas as entrevistas de diversas formas. No entanto, com todos os enfrentamentos desses casais, permeia entre eles, a sensação de pioneirismo e orgulho de suas famílias homoparentais.

Título: A construção da cidadania e a sexualidade – Uma análise de casos de adoção homoparental masculina

Autor: Jacson Gross

Código de Barras: 9788594770691

Páginas: 170

Valor: Em Breve

ISBN: 978-85-9477-069-1

ÍNDICE
 

PREFÁCIO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7

APRESENTAÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11

AGRADECIMENTOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13

LISTA DE FIGURAS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15

LISTA DE QUADROS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15

LISTA DE TABELAS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15

LISTA DE SIGLAS E ABREVIATURAS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17

INTRODUÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 21

PARTE I – como a implementação do direito de adoção dos casais

homossexuais masculinos se relaciona com a sexualidade, a igualdade e

a construção da cidadania

CAPÍTULO 1

CONSTRUÍNDO OS EIXOS RELACIONAIS DO TRABALHO:

CIDADANIA E IGUALDADE NO CONTEXTO BRASILEIRO . . . . .31

1.1 CIDADANIA: O DIREITO A TER DIREITOS . . . . . . . . . . . . . . 32

1.1.1 Aspectos Conceituais e Históricos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35

1.1.2 O Alicerce da Cidadania: os Direitos Fundamentais . . . . . . . . . . . 39

1.1.2.1 Direitos de 1ª e 2ª Dimensão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40

1.2 IGUALDADE: PARA ALÉM DA IGUALDADE MATERIAL . . 42

1.2.1 Igualdade em um Contexto de Minorias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 46

CAPÍTULO 2

CONSTRUINDO OS EIXOS RELACIONAIS DO TRABALHO:

A SEXUALIDADE E O DIREITO À ADOÇÃO POR CASAIS

HOMOSSEXUAIS NO BRASIL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .53

2.1 SEXUALIDADE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 53

2.1.1 A Construção Social da Sexualidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 53

2.1.2 Homossexualidades e Heteronormatividade . . . . . . . . . . . . . . . . . 56

2.2 DIREITO E SEXUALIDADE NO BRASIL . . . . . . . . . . . . . . . . . 58

2.2.1 Direitos LGBT no Brasil . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 58

2.2.2 Movimento LGBT Brasileiro e Demanda por Direitos . . . . . . . . . 61

2.2.3 A Proteção Constitucional . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 62

2.2.3.1 Direitos no Âmbito Penal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 63

2.2.3.2 Direitos no Âmbito Civil . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 64

2.2.3.2.1 Adoção por Casais Homossexuais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 65

PARTE II – o discurso e a institucionalização do direito de adoção por

casais homossexuais masculinos na cidade de porto alegre e região metropolitana

entre 2003 e 2015

CAPÍTULO 3

A CONSTRUÇÃO E A APRESENTAÇÃO DOS DADOS . . . . . . . . . 79

3.1 SUJEITOS DE PESQUISA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 82

3.2 PROCEDIMENTOS PARA COLETA DE DADOS . . . . . . . . . . 89

3.3 A APRESENTAÇÃO DOS DADOS ENCONTRADOS

EM CAMPO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 91

3.3.1 Apresentação dos Entrevistados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 92

3.3.1.1 Casal Alessandro e Marcelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 95

3.3.1.2 Casal Eduardo e Edson . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 98

3.3.1.3 Casal Régis e Lucas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 99

3.3.1.4 Casal William e César . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 101

3.3.1.5 Casal Cláudio e Afonso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 102

3.3.1.6 Traçando Paralelos Entre os Entrevistados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 103

CAPÍTULO 4

O DISCURSO SOBRE A INSTITUCIONALIZAÇÃO

DO DIREITO À ADOÇÃO POR PARTE DOS CASAIS

HOMOSSEXUAIS MASCULINOS (DA FAMÍLIA

HOMOPARENTAL) NA PERSPECTIVA DE SEUS ATORES . . . . 105

4.1 ELOGIO À RECEPTIVIDADE JUDICIAL . . . . . . . . . . . . . . . . 106

4.2 PERFIL DE INTERESSE DOS CASAIS NO CADASTRO:

UM POSSÍVEL FACILITADOR DA ADOÇÃO . . . . . . . 112

4.3 HOMOSSEXUALIDADE COMO FATO SOCIAL . . . . . . . . . . 116

4.4 PRECONCEITO SOCIAL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 119

4.5 ADOÇÃO E PLANOS DE SAÚDE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 123

4.6 SENSAÇÃO DE PIONEIRISMO E ORGULHO NA

AFIRMAÇÃO DA IDENTIDADE HOMOPARENTAL

HOMOSSEXUAL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 128

CONSIDERAÇÕES FINAIS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 133

REFERÊNCIAS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 137

APÊNDICE A – Parecer do comitê de ética em pesquisa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .151

APÊNDICE B – Roteiro de entrevista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .153

APÊNDICE C – Termo de consentimento livre e esclarecido . . . . . . . . . . . . . . . .155

ANEXO A – Parecer do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul . . . . . . . . . . . .156

ANEXO B – Tabela número de casais do mesmo sexo – Censo 2010 . . . . . . . . . .160

ANEXO C – Ficha de cadastro de pretendentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .161

ANEXO D – Relatório de dados estatísticos de pretendentes e crianças/

adolescentes aptos à adoção do CNA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .165